maxresdefault (10)

Você certamente já ouviu a frase “na prática, a teoria é outra”. Agora, tem a oportunidade de comprovar rapidamente a tese. Veja o texto de apresentação da usina UHE Sinop no site da CES – UHE. Depois, veja o vídeo do desmoronamento da barragem. Volto no final para concluir.

____________________________________________

 

O projeto de construção da UHE Sinop foi desenvolvido levando em consideração o estudo de viabilidade do Empreendimento, de maneira que seus possíveis impactos serão minimizados por uma série de programas socioambientais, constantes no PBA. A construção da Usina representa importante contribuição para atender o crescente consumo de energia elétrica no Brasil. O direito de implantação da UHE Sinop foi concedido à CES a partir do Leilão nº 006/2013, da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), realizado em 29 de agosto de 2013.

Distante 70 quilômetros (km) de Sinop com acesso pela BR-163 e estradas de fazendas, a UHE Sinop está sendo construída no rio Teles Pires, sendo que a barragem fica situada nas áreas dos municípios de Cláudia (margem direita do rio) e Itaúba (margem esquerda). O reservatório abrangerá os municípios de Cláudia, Itaúba, Ipiranga do Norte, Sinop e Sorriso.

Com investimentos de R$ 1,8 bilhão, este projeto caracteriza-se pela disposição de uma Casa de Força com duas turbinas/geradores e potência instalada de 400 megawatts (MW). Isto corresponde a geração de energia elétrica para 1,6 milhão de pessoas, equivalente a 50% da população do Estado do Mato Grosso. O reservatório a ser formado terá área de inundação de 337 quilômetros quadrados (km²) ou 33,7 mil hectares, em seu Nível de Água (NA) Máximo Normal de 302 metros (m).

A construção desse Empreendimento irá gerar mais de três mil empregos diretos. Esses postos de trabalho, juntamente com os indiretos que serão gerados, contribuirão para o aumento do nível de emprego no País e na região, bem como para o aumento da massa salarial, resultando em importante contribuição social.

Localização
• Rio Teles Pires, Bacia do Rio Teles Pires que está inserida na Bacia Amazônica
• Distante 70 km de Sinop
• Divisas dos municípios de Cláudia e Itaúba
• Abrangência nos municípios de Cláudia, Itaúba, Ipiranga do Norte, Sinop e Sorriso

______________________

AGORA, ASSISTAM O VÍDEO:

 

RETOMO PARA CONCLUIR

Observem que os funcionários não se espantam com o acidente. Até dão risada. É como se soubessem que a obra foi malfeita e que o desmoronamento era questão de tempo.

A engenharia brasileira já foi levada a sério, já produziu obras desafiadoras e impressionantes, mas parece que vivemos tempos de pura irresponsabilidade, ou de banditismo mesmo.

Vivemos tempos em que a irresponsabilidade virou método de gestão.

Se a usina estivesse pronta, a catástrofe seria menos poluente que a de Mariana, mas certamente mataria muito mais.

A diretoria desta empresa e os engenheiros responsáveis deveriam, no mínimo, ser processados por gestão temerária e por colocar em risco a vida de tantas pessoas.

Isto não é acidente. É, felizmente, uma catástrofe interrompida.

 

 

Artigo de Paulo Falcão.

 

Anúncios