questões relevantes

espaço para debate de ideias sobre a cultura e a civilização

SERÁ MERA COINCIDÊNCIA?

13256239_1115706908485695_1425734838196299070_n

Certos temas são espinhosos, mas nem por isso devem ser evitados. Há algum tempo, em outro artigo lembrei que “as sociedades possuem histórias e desenvolvimentos díspares ao longo do tempo. Os árabes já foram superiores aos Europeus em tolerância, educação, matemática, engenharia, astronomia etc. Por conta da dominação Otomana, pararam no tempo. Já os países reconhecidos hoje como de Primeiro Mundo avançaram e construíram um código de valores civilizatórios que os faz críticos de suas próprias histórias.”

No entanto, restringir a relação religião/violência ao Islamismo é um erro. É verdade que hoje ocupam uma posição de destaque no quesito barbárie, com Boko Haram na Nigéria e ISIS na Síria e Iraque, mas até 1998, quando foi assinado o acordo de paz entre católicos e protestantes na Irlanda, matavam-se mutuamente com trilha sonora do U2.

Para se pesquisar e pensar.

 

Artigo de Paulo Falcão.

 

 

Anúncios

3 comentários em “SERÁ MERA COINCIDÊNCIA?

  1. Paulo. realmente eu achei que os EUA fosse um dos vermelhos do mapa. Agora ví que não está. Olhei o mapa de relance localizei, países nórdicos, Austrália e juntei erradamente EUA com Canada. Lendo o texto ele fala dos Otomanos o que me fez deduzir que a violência seria entre povos. No mínimo foi confusa a maneiro que o artigo formula a questão Errei sim, mas não invalida o que disse nos comentários. Se o enfoque foi violência interna, desculpe de novo, a conclusão é equivocada. Pois não é a falta de religião que diminuiu a violência foi a menor desigualdade social. Isto sim é que leva a uma situação de mais paz. Isto também me faz querer que o Brasil lute de todas as formas para diminuir esta escandalosa desigualdade que temos, Os países nórdicos são os meus exemplos para busca deste “Socialismo para chamar de meu” que você, jocosamente adjetivou. Estes países estão indo no caminho do meu Socialismo. Quanto a ser anti-americano, não nego e faço questão de não negar. Mas tenho certeza que quem me levou a sê-lo foram eles e não eu. Eu,atacado só me defendo sem usar o terrorismo…mas tem gente que revida. Não apoio estes, mas compreendo.

  2. Francisco Fabio Paula Colares
    05/27/2016

    Para eu me situar. De qual violênciai está falando? Violência dentro de uma comunidade, dentro de um país? Não queiram comparar a violência de antigas guerras tipo Otomana com a violência de hoje. Os otomanso fizeram guerra de ocupação, era a posse de um território, A religião era como “a banda em uma parada militar” só dá o elan. A religião sempre foi usada para isto. Este tipo de violência (de ocupação) foi comum nos tempos das colônias. Hoje é bem restrito, mas..(.tem sempre um mas…) quem continua a fazer é um dos países que no mapa é mostrado como um dos menos violentos. EUA, sim o queridinho da direita! O outro lado, como é bem mais fraco, apela para a religião, dando uma resposta estúpida á atques estupidos. O que mostra o erro do enfoque dado, pois entre eles, nas comunidades deles sem influências externas a violência fica igual a maioria dos países.A outra violência que me refiro é a violência entre membros de uma mesma comunidade. Aí está comprovado que é diretamente proporcional a desigualdade social!

    • Questões Relevantes
      05/27/2016

      Francisco, evidentemente a violência a que o artigo e a pesquisa se referem é a interna. Os exemplos citados deixam isto claro. Seu anti-americanismo é tanto que nem reparou que ele não está no mapa dos menos violentos. Aquela mancha grande e vermelha na América do Norte é o Canadá.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: