questões relevantes

espaço para debate de ideias sobre a cultura e a civilização

DINHEIRO PÚBLICO E “BATATINHA QUANDO NASCE”.

lm_jose-eduardo-cardozo-audiencia-publica-impeachment-dilma-rousseff_00904042016

Brasília- DF 04-04-2016 O advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, apresenta a defesa da presidenta Dilma Rousseff na comissão especial da Câmara dos Deputados que analisa o pedido de impedimento apresentado no Parlamento contra a chefe do Executivo federal. Foto Lula Marques/Agência PT

Por Antônio Siúves 

 

“Não existe essa coisa de dinheiro público, existe o dinheiro dos pagadores de impostos”, disse  Margaret Thatcher, besta-fera de toda pobre alma esquerdista.

 

É notável como a defesa da presidente Dilma nos embates do impeachment relativa o controle dos gastos do governo.

Só faltam chamar a Lei de Responsabilidade Fiscal de chorumela.

O realinhamento da Estrela Dalva em conjunção com o juiz Moro explica a crise que derrubou a economia.

É especialmente excruciante ouvir o argumento de que não pode haver dolo nas acusações contra Dilma.

A presidente, dizem os acólitos, não tinha que saber de pedaladas ou remadas fiscais coisa nenhuma. É coisa para contador de quarto escalão.

Está ótimo este editorial da Folha lembrando como o país — em que os impostos batem em 35% do PIB — gasta muito e mal.

O marketing em torno dos programas sociais esconde a ineficácia no uso do dinheiro público, como fica demonstrado num estudo recente do banco Credit Suisse. A classe média e os mais ricos, por exemplo, são os que mais se beneficiam dos programas de creche.

“Não existe essa coisa de dinheiro público, existe o dinheiro dos pagadores de impostos”, disse  Margaret Thatcher, besta-fera de toda pobre alma esquerdista.

Enquanto isso não entrar na cabeça do brasileiro como um batatinha-quando-nasce, vamos nos constranger com a defesa que os Eduardo Cardozo fazem da presidente.

 

Para ler no blog do Antônio Siúves, clique aqui.

Anúncios

2 comentários em “DINHEIRO PÚBLICO E “BATATINHA QUANDO NASCE”.

  1. fabio
    05/05/2016

    Paulo a conta do pais sempre foi muito alta somente o poder judiciario no Brasil custa todo ano 80 bilhoes de reais e vai aumentar novamente com aumento de salarios do supremo.Nao sabemos quanto custa manter o pais e quanto realmente e arrecadado e desviado.Mas quem paga imposto e classe media pobre nao paga por motivos obvios e rico leva o dinheiro para fora.

    • Questões Relevantes
      05/05/2016

      Fábio, a consciência de que a Responsabilidade Fiscal é um valor republicano que protege os menos favorecidos é rara, mas vale à pena lutar para mudar este quadro. Quanto mais pessoas exigirem responsabilidade fiscal e transparência nos gastos públicos, maiores e mais duradouras serão as chamadas conquistas sociais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: