critico_sem_cerebro

Poucas coisas são mais fáceis do que falar mal da política e dos políticos brasileiros. Não há partido que escape. Não há semana em que não tenhamos algum “mal feito” a ser denunciado (para usarmos um eufemismo da presidente Dilma Rousseff sobre seus ministros pegos com a boca na botija). Isto é fato. É real. É também o ponto de partida para reflexões e conclusões mixurucas e, o que é pior, oportunistas.

O próprio  decreto presidencial nº 8.243, de caráter marxista bolivariano, é filho desta reflexão oportunista: se a democracia representativa está funcionando mal, vamos aproveitar para destruí-la e substituí-la pela democracia direta, que é, na prática, a abolição da democracia e a instituição do absolutismo, também chamado de centralismo democrático, outro eufemismo de quem se recusa a chamar as coisas pelo nome que de fato têm.

Dizem que o hábito do cachimbo deixa a boca torta. No caso dos pensadores, o hábito do marxismo deixa o pensamento torto: em qualquer circunstância, vêm a democracia representativa como um inimigo a ser batido. Isto ocorre até nas melhores democracias europeias. Logo, nossa imatura e irregular democracia brasileira é um alvo fácil.

Quem tem o estado de direito e a democracia representativa como valor fundamental pensa em formas de aperfeiçoá-la, de reformá-la, de dotá-la de melhores ferramentas de controle. A lei da ficha limpa é um exemplo desta ação.

Já quem anda preso a velhos sonhos socialistas, não perde a oportunidade de sabotá-la. É nesta linha que segue o artigo abaixo, um editorial não assinado do Jornal do Brasil e hospedado no portal Terra. As críticas são verdadeiras, mas ao deixar a questão aberta, caminha na direção daqueles que andam fartos da democracia, ou seja, dos que sonham com algum tipo de ditadura. Segue o artigo.

COMO ACREDITAR NA HONESTIDADE DA VIDA POLÍTICA?

Um país pobre como o nosso pode acreditar na honestidade da vida política? Uma campanha de um candidato a deputado estadual de um partido como o PMDB, para se eleger, terá um gasto superior a 1 milhão de dólares. Isso se for um candidato conhecido.

Nos quatro anos de mandato, esse mesmo candidato não ganhará mais do que R$ 600 mil, no máximo. Tendo gasto R$ 2,4 milhões, quem compensará a diferença? Como se vê, nas prestações de contas, mesmo o parlamentar perdendo dinheiro e tendo que pagar a sua campanha, seu patrimônio sempre aumenta. Isso considerando um candidato conhecido, já com mandato. Imagina os candidatos que se elegem a primeira vez, sem nenhuma base política, devem gastar mais de 2 milhões de dólares.

Alguém pode acreditar na honestidade desse senhor que vai para a Assembleia Legislativa fiscalizar e legislar em nome do povo? E no fim do seu mandato sempre tem o seu patrimônio maior do que quando se candidatou pela primeira vez. Essas observações são para um deputado estadual. Imagina, senhores, para um deputado federal, o gasto não será menor do que 5 milhões de dólares. E a receita desses senhores não será maior do que R$ 1 milhão nos quatro anos de mandato.

Como o povo pode acreditar que esses senhores vão defender os seus interesses? A opinião pública, os formadores de opinião, se preocupam com as corrupções, como têm que se preocupar. Mensalão, Pasadena, Alstom, Metrô de São Paulo, privatizações, “anões do orçamento”, estádios superfaturados, Odebrecht, Andrade Gutierrez, e todos os outros alavancadores de corrupção. Tudo isso faz com que o povo tenha certeza de que um senador eleito, tendo gasto em uma campanha mais de R$ 20 milhões e não ganhando nos oito anos de mandato mais do que R$ 4 milhões, tendo feito, então, em prejuízo de mais de R$ 15 milhões, pois o que gastou em uma campanha que se elegeu, menos a receita. O povo pode acreditar que esse senhor vai defender os seus interesses?

Depois de tantos absurdos onde o povo, mesmo o mais pobre, está absolutamente esclarecido que isso não é normal. As campanhas em países desenvolvidos, pode haver algum interesse dos políticos em defender segmentos empresariais, já que esses políticos eleitos com financiamentos privado podem ser lobistas desses empresários. Mas em um país que o gerador de lucro e negócios é o estado, o município ou a União, com certeza o povo sabe que todos esses escândalos que nós vimos e que destroem o Brasil há mais de 60 anos pela bactéria da corrupção, continuará sendo essa mesma bactéria destruidora da dignidade, da moral das instituições brasileiras. Ou se faz uma reflexão urgente dessas barbáries, ou nosso futuro os sociólogos deveriam dar um diagnóstico, imediatamente.

RETOMO.

Tão importante quanto denunciar é apontar soluções ou, ao menos, deixar claro quais alternativas devem ser evitadas. Da maneira que o artigo conduz o raciocínio, abre as portas do inferno. É neste tipo de percepção e de “esperteza” política que o governo petista se apoiou para tentar emplacar seu projeto marxista bolivariano. Se você tem alguma dúvida sobre esta afirmação, pesquise: há vários exemplos virtuosos de democracia representativa, mas não há nenhum de democracia direta. Todas as experiências pós revolução industrial degeneraram em autoritarismo. Este é um dado que a esquerda esconde, camufla, desconversa. Mas em tempos de Google, basta um pouco de boa vontade para constatar a fraude.

Que um leitor desavisado se deixe pegar nesta teia, é perdoável. Que um jornalista, ou pior, que editores escrevam artigos assim, já é caso diverso: estamos diante de péssima formação intelectual ou de aranhas tecendo teias ideológicas.

PS – O final do editorial do JB está confuso e mal escrito. Se eles arrumarem, corrijo aqui.

 

Segue link para o artigo original e para alguns artigos complementares:

http://www.jb.com.br/opiniao/noticias/2014/07/06/como-acreditar-na-honestidade-da-vida-politica/

 

DEMOCRACIA DIRETA:BOA INTENÇÃO LIBERTÁRIA OU LIBERTICIDA?

https://questoesrelevantes.wordpress.com/2014/06/04/democracia-direta-boa-intencao-libertaria-ou-liberticida/

 

AMARELO PISCANTE NA DEMOCRACIA BRASILEIRA

https://questoesrelevantes.wordpress.com/2014/05/31/amarelo-piscante-na-democracia-brasileira/

 

A ESQUERDA E OS VALORES CIVILIZATÓRIOS.

https://questoesrelevantes.wordpress.com/2014/06/25/a-esquerda-e-os-valores-civilizatorios/

 

Aviso sobre comentários:

Comentários contra e a favor são bem vindos, mesmo que ácidos, desde que não contenham agressões gratuitas, meros xingamentos, racismos e outras variantes que desqualificam qualquer debatedor. Fundamentem suas opiniões e sejam bem-vindos.

 

 

Anúncios